terça-feira, 5 de maio de 2009

Registro 263: Livro sobre teatro na Bahia

Lançamento
Transas da cena em transe: teatro e contracultura na Bahia
(Edufba, 2009, 400 p., R$ 30,00)
Raimundo Matos de Leão
Dia 06 de maio de 2009, quarta-feira, a partir das 18h30m, na Galeria do Livro
(Espaço Unibanco Glauber Rocha).

Transas na Cena Transe, Teatro e Contracultura na Bahia, uma publicação da Edufba é derivado da tese defendida no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas – UFBA, em 2007. O livro aborda questões relativas ao teatro em meio ao idearia contracultural, investindo sua argumentação contra a afirmação de que a produção teatral que se dá de 1968 a 1974 é destituída de criticidade. Propondo outro ponto de vista, o livro apresenta e analisa a produção teatral para afirmar que não houve um “vazio cultural” durante o período em que o governo civil-militar esteve no poder e utilizou a censura e a repressão para calar os artistas. Tomando como fonte de sua pesquisa os jornais da época, o depoimento dos envolvidos com a produção teatral em Salvador e fontes secundárias, o professor Raimundo Matos de Leão dá continuidade à pesquisa sobre a história do teatro na Bahia a partir dos meados dos anos 1950, tema do seu livro anterior Abertura Para Outra Cena, O Moderno Teatro na Bahia, lançado em 2006, uma publicação da Edufba em conjunto com a Fundação Gregório de Mattos. Nessa obra, o autor cobre o período anterior à criação da Escola de Teatro para afirmar que a vida teatral em Salvador sofreu um impulso modernizador a partir da existência da instituição universitária dirigida por Martim Gonçalves. Transas na Cena em Transe avança pela década de setenta, para mostrar um momento significativo do teatro na Bahia, tema de pesquisa a quem vem se dedicando o autor.

Transas na Cena em Transe concentra-se no período que vai de 1967 a 1974, historicamente reconhecido como o auge da contracultura, do desbunde, da festa, da militância guerrilheira. As ações culturais desse período, conceituadas como imbuídas de romantismo revolucionário, inscrevem0-se como reação ao crescente autoritarismo do regime civil-militar. O teatro obriga-se a encontrar formas para manter-se vivo e nos palco de Salvador surgem encenações que traduzem de modo explícito as transformações por que passa a cena mundial. No livro, o autor apresenta os espetáculos, Uma Obra do Governo, Stopem, Stopem, Macbeth, O Futuro Está nos Ovos, Rito do Amor Amargo, Electra, O Diário de um Louco, A Casa de Bernarda Alba, Titus Andrônicus, revelando para o leitor de que maneira os encenadores conceberam seus trabalhos.

Mais informações no endereço on-line:
http://edufba.blogspot.com/
EDUFBA (71) 32836160
http://www.blogger.com/

2 comentários:

rodrigodearaujo disse...

Olá Raimundo!

Um pouco em cima da hora, mas acabo de reproduzir em meu blog a matéria que fala sobre o lançamento de "Transas da cena em transe".

Quero muito ler este livro, bem como o "Abertura Para Outra Cena".

Meus parabéns pelos trabalhos que ao longo dos anos, vão se complementando.

Com isto, você leva a referência da cena teatral baiana aos devidos lugares históricos, referenciais.

Meus parabéns pela dedicação!

Um grande abraço,

Rodrigo de Araujo.

Raimundo Matos de Leão disse...

Rodrigo, grato por sua atenção. Como é importante essa rede que se forma, colocando em circulação o que nós produzimos. Registrar e históris do teatro na Bahia tem sido um prazer imenso e gostaria de ter tempo para investir mais. Isso não impede a continuidade do trabalho, mas tal fato torna-o lento e cheio de tropeços. Aproveito para informar que registrei seu blog em Cenadiária.
Grande abraço.