quarta-feira, 9 de julho de 2008

Registro 183: Tem endereço certo

ALGEMAS

Raimundo Matos de Leão


Para te ter livre e teu,
para te amar sem medidas,
aprisionei o teu retrato
no meu álbum de recordações.

Rompi as cordas do egoísmo.
Algemei o teu retrato na memória.

Prisioneiro do meu álbum,
trancado na memória,
tatuado no meu corpo,
tenho-te livre para te amar.

2 comentários:

Quase Trinta disse...

tenho alguém assim aprisionado em mim...

elefante disse...

Lírico paradoxo! Abs!